Descubra como reduzir a ansiedade em 14 passos práticos


Em 29 de maio de 2020 • Saúde Mental
como-reduzir-a-ansiedade

Segundo a OMS, o Brasil é o país mais ansioso do mundo. A partir do estudo realizado pelo órgão, estima-se que quase 10% dos brasileiros sofrem com esse transtorno e, por isso, é importante saber como reduzir a ansiedade em momentos pontuais e, no longo prazo, aprender a controlá-la em definitivo.

Descobrir como enfrentar a ansiedade é um mistério para muitas pessoas. Quem sofre desse mal sequer conhece a possibilidade de deixá-la para trás. No entanto, com muita disciplina e aplicação, é possível reduzir esse sentimento que causa tanta angústia e sofrimento.

Então, como reduzir a ansiedade pra valer? Esse é o assunto que abordaremos ao longo desse conteúdo e, se você precisa eliminar esse grave problema da sua vida, continue lendo até o final para conhecer 14 passos para atingir essa conquista!

1. Reduza o ritmo do dia a dia

Quer saber como reduzir a ansiedade e manter a calma? Então, olhe para a sua rotina, encontre aquilo que te deixa acelerado e reduza o ritmo pra valer. Nessa hora, “pisar no freio” é uma obrigação para os ansiosos e sofredores desse transtorno que afeta tantas pessoas ao redor do planeta.

2. Pratique atividades físicas

As atividades físicas são essenciais para o combate de muitas doenças e com a ansiedade não é diferente. Ao fazer exercícios, liberamos endorfina em nosso corpo, o que nos ajuda a ter uma sensação imensa de prazer, poder e, por consequência, controle. Portanto, atividades físicas regulares e intensas são grandes auxiliares de quem deseja ser menos ansioso.

3. Fuja dos vícios

Comida, cigarro, bebidas e drogas são vícios inimigos da pessoa ansiosa, que busca métodos artificiais de relaxamento nessas atividades. No entanto, esses vícios mencionados acompanham uma série de consequências ruins, ou seja, em curto prazo, tomar uma cervejinha ou fumar um cigarro pode até acalmar. Mas, no futuro, o corpo vai ser comprometido pelos anos gastos nessas práticas nocivas.

4. Pratique o autoconhecimento

Você sabe o que afeta o seu humor? Para aprender como reduzir a ansiedade, é necessário descobrir as fontes que ativam essa sensação tão ruim. As características da ansiedade são visíveis na maioria das situações, então é preciso entender sua origem – por meio do autoconhecimento – para, assim, compreender como eliminar esse mal de uma vez por todas.

5. Reduza os estimulantes

Mais uma dica importante de como reduzir a ansiedade está em eliminar, o máximo possível, elementos estimulantes do seu dia a dia. Cafeína, álcool, redes sociais e eventos externos que te deixem “acelerado” precisam ser combatidos. Portanto, fique de olho na sua rotina, olhe para seus hábitos de vida, elimine o que é nocivo e combata a ansiedade pra valer.

6. Aposte na meditação

Os benefícios da meditação são imensos para a saúde corporal como um todo. Ter o máximo controle possível da mente, por meio de sessões dedicadas à liberação do pensamento, nos possibilita experimentar uma maneira única de como reduzir a ansiedade com eficiência. Portanto, seja por meio de vídeos ou aplicativos, adote essa técnica urgentemente.

Veja um exemplo da prática de meditação para controle de ansiedade:

Meditação para Ansiedade. Fonte: Canal Yoga Mudra.

7. Coloque mais organização na sua vida

Pessoas ansiosas, normalmente, não gostam de lidar com o futuro incerto. Portanto, para reduzir a ansiedade e todos os sintomas gerados por ela, nada mais importante do que tomar o controle da sua rotina. Deixe tudo organizado, planeja sua semana – sempre que possível – e se antecipe para as situações e tarefas. Você verá resultados incríveis ao agir assim.

8. Pratique as técnicas de respiração

Por mais que a respiração seja uma atividade automática do nosso corpo, ter a capacidade de dedicar um tempo voluntário à respiração é essencial. Assim, mais uma das dicas de como reduzir a ansiedade aposta na prática consciente da respiração, onde dedicamos alguns minutos do dia para respirar de forma profunda e altamente eficiente.

Assista o vídeo para entender como fazer corretamente:

Treino Respiratório para Pânico e Ansiedade (Exercício Cognitivo-Comportamental). Fonte: Psicóloga Priscila Silveira.

9. Mude sua alimentação

Você sabia que existem alimentos que combatem a ansiedade? Pois a alimentação saudável, equilibrada e focada em alguns itens ajudam no combate desse transtorno. Abaixo, temos uma lista dos principais itens que contém triptofano, um aminoácido muito eficiente no combate da ansiedade:

  • Peixe (principalmente atum e salmão);
  • Pão e arroz integral;
  • Queijo;
  • Ovo; 
  • Amendoim;
  • Castanhas; 
  • Banana;
  • Leite.

10. Descanse

Da mesma forma que os exercícios são essenciais para aqueles que desejam saber como reduzir a ansiedade, o descanso também faz parte dessa luta diária. Nesse caso, o sono em um ambiente adequado, silencioso, livre de estímulos e que te permita relaxar, vai proporcionar uma redução drástica da ansiedade. Portanto, aposte nas boas e relaxantes noites de sono para ter maior controle sobre a mente.

11. Concentre-se no momento atual

Ninguém pode controlar e saber o que vai acontecer no futuro e, para uma pessoa ansiosa, não existe nada pior do que ter consciência disso. Portanto, é essencial deixar de viver o futuro – na medida do possível – para se concentrar no presente. É olhando para o “agora” que aprendemos como reduzir a ansiedade de um futuro que desconhecemos – e não podemos manipular plenamente.

12. Aprenda a dizer não

Pessoas ansiosas precisam de mais controle para que as tarefas não acumulem e, assim, o futuro não fique desorganizado e incerto. Portanto, aprender a dizer não é uma das armas poderosas de como reduzir a ansiedade. Estar no controle, sempre que possível, é uma importante atitude para evitar o acúmulo de tarefas que, eventualmente, se atrasam e levam para quadros graves de ansiedade.

13. Pratique o desapego

Controle, controle e mais controle. Estar no controle, na maioria do tempo, é essencial, mas a prática do desapego também é importante para equilibrar a balança da ansiedade e, assim, domar as emoções e reações nascidas a partir da ânsia por algo. Então, uma saída – também viável – está em saber quando é importante desistir.

14. Procure ajuda profissional

Mesmo que você tenha seguido todos os passos que trouxemos aqui, ainda é importante confiar na ajuda proporcionada por especialistas. Seja um psicólogo ou terapeuta, a ajuda profissional vai ajudar demais no combate da ansiedade. Portanto, é essencial deixar os preconceitos para trás e, assim, buscar o melhor auxílio possível para se livrar desse transtorno de uma vez por todas.

Sobre a OnDoctor

A OnDoctor é uma plataforma de Telemedicina que disponibiliza orientações de saúde por videoconferência. Nossa missão é conectar os melhores profissionais da saúde com pacientes de qualquer lugar do Brasil com segurança e qualidade.